Autores

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
AULA PARTICULAR DE INFORMÁTICA INICIANTES E 3ª IDADE. Aulas em domicilio e on-line, totalmente práticas. Aprenda Word, Excel, Internet, Enviar e receber e-mail, Facebook, Skype e muito mais. Área de Atendimento:Zona Sul RJ Para confirmar disponibilidade do local e horários entre em contato: 21 96853-2720

Aluguel apto de 1 e 2 quartos temporada Copacabana.

Meus anúncios na OLX

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Rio de Janeiro é a 12ª cidade mais cara do mundo

Câmbio favorável e boas perspectivas para a cidade aumentam custo de vida.





O Rio de Janeiro subiu 17 posições no ranking das cidades mais caras do mundo para se viver, ficando na 12ª posição entre os mais de 214 municípios pesquisados, de acordo com o levantamento divulgado nesta quinta-feira (14) pela consultoria econômica Mercer.

Apesar de todos os problemas com infraestrutura, trânsito, explosões de bueiros e manifestações de funcionários públicos, os olhos do mundo estão de olho nas transformações pelas quais a capital fluminense está passando e as perspectivas após o anúncio da Copa do Mundo e a Olimpíada.



Entre as brasileiras, Rio perde apenas para São Paulo – que subiu 11 posições em 12 meses e ocupa a 10ª posição. Brasília ficou na 33ª colocação. O novo resultado indica que os dois municípios brasileiros são os mais caros da América do Sul e do Norte e estão na frente de cidades como Londres (18) e Paris (27). Nova York, eleita a mais cara dos Estados Unidos, aparece na 32ª posição.

No topo do ranking encontra-se Luanda, em Angola, como a cidade mais cara do mundo para expatriados pelo segundo ano consecutivo, de acordo com a Pesquisa de Custo de Vida 2011 realizada pela Mercer. Em seguida está Tóquio - que permanece na segunda posição e N’Djamena, no Chade, em terceiro lugar.


Na quarta posição está Moscou, na sequência Genebra (Suíça) em quinto e Osaka (Japão) em sexto. Zurique (Suíça) subiu uma posição para a sétima do ranking, enquanto Hong Kong (China) caiu para o nono lugar.

As novas inclusões na lista das 10 cidades mais caras do mundo foram Cingapura (8º), vinda do 11º lugar, e São Paulo (10º). Carachi (214º) está classificada como a cidade mais barata do mundo.

A pesquisa constatou que Luanda, no topo da lista, supera o custo de Carachi em mais de três vezes. Eventos mundiais recentes, inclusive desastres naturais e revoltas políticas, afetaram os rankings em diversas regiões em função de flutuações cambiais, inflação no custo de mercadorias e serviços e volatilidade nos preços de moradia.

A pesquisa envolve 214 cidades em cinco continentes e mede o custo comparativo de mais de 200 itens em cada local, inclusive moradia, transporte, alimentação, vestuário, utilidades domésticas e entretenimento. A cidade de Nova York é usada como base e serve de comparação para todas as outras. Os movimentos cambiais são medidos em relação ao dólar americano. O custo de moradia – em geral a maior despesa – representa papel importante na classificação da cidade.

Segundo Nathalie Constantin-Métral, pesquisadora sênior da Mercer e responsável pela compilação anual do ranking, “as empresas multinacionais perceberam há muito tempo a vantagem competitiva de uma força de trabalho de mobilidade global, embora o desafio permanente seja equilibrar os custos de seus programas de expatriados”.

- Flutuações cambiais, inflação, instabilidade política e desastres naturais são fatores que influenciam o custo de vida para os expatriados. É essencial que os empregadores entendam o impacto desses fatores para conter gastos e assegurar a retenção de funcionários qualificados com ofertas de pacotes de remuneração competitivos.

Veja a lista dos 12 lugares mais caros do mundo

1 – Luanda/Angola
2- Tokyo/Japão
3- N’djamena/Chade
4- Moscow/Rússia
5- Genebra/Suíça
6- Osaka/Japão
7- Zurique/Suíça
8- Singapura/Singapura
9- Hong Kong/Hong Kong (China)
10- São Paulo/Brasil
11- Nagoya/Japão
12- Rio de Janeiro/Brasil e Libreville/Gabão



Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários:

Lembramos que não somos responsáveis por nenhum evento/produto que por ventura esteja sendo mencionado. O que está escrito na caixa de comentários é gerado pelos próprios usuários e expressam suas próprias opiniões. Reservamos-nos ao direito de apagar qualquer comentário, sem aviso prévio, caso julguemos necessário para o bom funcionamento desse blog.

APOIO