Autores

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
AULA PARTICULAR DE INFORMÁTICA INICIANTES E 3ª IDADE. Aulas em domicilio e on-line, totalmente práticas. Aprenda Word, Excel, Internet, Enviar e receber e-mail, Facebook, Skype e muito mais. Área de Atendimento:Zona Sul RJ Para confirmar disponibilidade do local e horários entre em contato: 21 96853-2720

Aluguel apto de 1 e 2 quartos temporada Copacabana.

Meus anúncios na OLX

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

No Rio, mais de mil estudantes recebem cartão de confirmação do Enem com erro



 

Pelo terceiro ano consecutivo o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) apresenta problemas. Há cinco dias da prova, 1.027 estudantes que fariam o exame em um dos prédios da Unirio (Universidade  Federal do Estado do Rio de Janeiro) foram informados pela Cesgranrio, fundação que participa do consórcio de aplicação do Enem, que seu local de prova havia mudado.
  A fundação disse que houve um erro na impressão dos cartões que registrou que esses alunos fariam a prova no prédio de Nutrição e Enfermagem da Unirio que fica no número 296 da Avenida Pasteur, na Urca, zona sul da cidade. Na verdade, o local de prova correto é no número 436 da mesma avenida, no prédio de Letras e Artes da universidade.
O Inep, órgão do governo responsável pelo Enem, solicitou a Cesgranrio que todos os candidatos afetados pelo erro fossem contactados por telefone, e-mail ou SMS, o que a Cesgranrio disse ter cumprido. A distância entre os dois prédios é de 200 metros.
Mesmo assim, no prédio de Nutrição e Enfermagem vão ter faixas indicando a troca, além de vans para levar os estudantes desavisados de um local para o outro. Como a distância entre os prédios é pequena, a instituição não acredita que vão ter problemas.
Neste ano a UFRJ ( Universidade Federal do Rio de Janeiro) anunciou que passaria a substituir o seu vestibular pelo Sisu (Sistema de Selção Unificada), que utiliza o Enem como processo seletivo. A Unirio já utiliza o Enem como forma de ingresso desde o ano passado.
Outras 38 universidades também substituíram seus vestibulares pelo exame, enquanto outras 38 vão utilizar a nota do Enem de outras formas.
Histórico problemático
Os problemas começaram coincidentemente junto com a adoção do novo Enem, que tem mais questões e é feito com base no sistema TRI (Índice da Resposta Tripla). Em 2009, a prova foi furtada de dentro da gráfica Plural, que imprimia o exame.
O exame teve que ser cancelado e transferido de outubro para novembro. Além disso, causou um prejuízo de aproximadamente R$ 133 milhões ao MEC (Ministério de Educação). Em 2010 os problemas continuaram e novamente uma gráfica estava inclusa.
O exame usa a prova disposta de quatro formas diferente, cerca de 9.00 alunos que fizeram a prova amarela, receberam o caderno de questões com erros, como perguntas repetidas, e páginas em branco, 21 mil cadernos estavam errados. Para esses alunos o Enem marcou uma nova prova.
Além disso todos os cartões de resposta foram impressos com a ordem de resposta invertida. Foi preciso criar uma operação especial de correção para os alunos que não atentaram para o fato, ou não foram avisados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários:

Lembramos que não somos responsáveis por nenhum evento/produto que por ventura esteja sendo mencionado. O que está escrito na caixa de comentários é gerado pelos próprios usuários e expressam suas próprias opiniões. Reservamos-nos ao direito de apagar qualquer comentário, sem aviso prévio, caso julguemos necessário para o bom funcionamento desse blog.

APOIO