Autores

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
AULA PARTICULAR DE INFORMÁTICA INICIANTES E 3ª IDADE. Aulas em domicilio e on-line, totalmente práticas. Aprenda Word, Excel, Internet, Enviar e receber e-mail, Facebook, Skype e muito mais. Área de Atendimento:Zona Sul RJ Para confirmar disponibilidade do local e horários entre em contato: 21 96853-2720

Aluguel apto de 1 e 2 quartos temporada Copacabana.

Meus anúncios na OLX

terça-feira, 7 de junho de 2011

REDES SOCIAS ... "RJ TURISMO E NOTÍCIAS" / RJ TOURISM AND SOCIAL NETWORKS NEWS

AUTORES : RENATA E WAGNER


O Rio de Janeiro é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Situa-se na porção leste da região Sudeste, tendo como limites os estados de Minas Gerais (norte e noroeste), Espírito Santo (nordeste) e São Paulo (sudoeste), como também o Oceano Atlântico (leste e sul). Ocupa uma área de 43.696,054 km², sendo pouco maior que a Dinamarca. Sua capital é a cidade do Rio de Janeiro. Os naturais do estado do Rio de Janeiro são chamados de fluminenses (do latim flumen, literalmente "rio"). Carioca é o gentílico da cidade do Rio de Janeiro.
Os municípios mais populosos são: Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Niterói, São João de Meriti, Campos dos Goytacazes, Petrópolis, Volta Redonda, Magé, Itaboraí, Macaé, Mesquita, Cabo Frio, Nova Friburgo, Barra Mansa e Angra dos Reis.
Muitas cidades destacam-se devido à forte vocação turística, como: Araruama, Angra dos Reis, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Nova Friburgo, Penedo (distrito de Itatiaia), Paraty, Petrópolis, Rio das Ostras, Saquarema, Teresópolis, Sumidouro, entre outras.
O estado é formado por duas regiões morfologicamente distintas: a baixada e o planalto, que se estendem, como faixas paralelas, do litoral para o interior. Paraíba do Sul, Macaé, Guandu, Piraí, Muriaé e Carangola são os principais rios. O clima é tropical.
É representado na bandeira da Federação brasileira pela estrela Beta do Cruzeiro do Sul (β = Mimosa).

The Rio de Janeiro is one of 27 units of Brazil. It is located in the eastern portion of the Southeast, having as limits the states of Minas Gerais (north and northwest), Espírito Santo (northeast) and São Paulo (southwest), as well as the Atlantic Ocean (east and south). It occupies an area of 43,696.054 km ², is slightly larger than Denmark. Its capital is the city of Rio de Janeiro. The natural state of Rio de Janeiro Rio de Janeiro are called (from the Latin Flumen, literally "river "). Carioca is the gentile city of Rio de Janeiro.
The most populous cities are Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Niteroi, Sao Joao de Meriti, Campos dos Goytacazes Petropolis Volta Redonda, Mage, Itaboraí, Macaé, Mosque, Cabo Frio, Nova Friburgo, Barra Mansa and Angra dos Reis.
Many cities stand out due to strong tourism, as Araruama, Angra dos Reis Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia Nova Friburgo Penedo (District Itatiaia), Paraty, Petropolis, Oysters, Saquarema, Teresopolis, Sink, among others.
The state consists of two morphologically different regions: the coastal lowlands and highlands, which run as parallel tracks, from the coast inland. Paraiba do Sul, Macaé, Guandu, Pirai, and Muriaé Carangola are the main rivers. The climate is tropical.
It is represented on the flag of the Brazilian Federation for the star of the Southern Cross Beta (β = Mimosa).

GEOGRAFIA RIO DE JANEIRO

O estado do Rio faz parte do bioma da Mata Atlântica brasileira, tendo em seu relevo montanhas e baixadas localizadas entre a Serra da Mantiqueira e Oceano Atlântico, destacando-se pelas paisagens diversificadas, com escarpas elevadas à beira-mar, restingas, baías, lagunas e florestas tropicais. Fazendo divisa com os estados de Espírito Santo, São Paulo e Minas Gerais, o Rio de Janeiro é um dos menores estados do país e o menor da região Sudeste. O município mais setentrional do estado é Varre-Sai e o mais meridional é a cidade de Paraty.
Possui uma costa com 635 quilômetros de extensão, banhados pelo Oceano Atlântico, sendo superada em tamanho apenas pelas costas da Bahia e Maranhão.

Clima

Verão quente na capital fluminense.

Predominam no estado do Rio de Janeiro os climas Subtropical Cfa ao sul e na região metropolitana, com verões quentes e invernos amenos. Subtropical Cfb nas serras, com verões brandos e invernos frios e tropical  com estação seca no litoral ao norte.
Na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, domina o Subtropical Cfa, com chuvas abundantes no verão, que é muito quente e invernos com diminuição no regime de chuvas e temperaturas mais frias. Um exemplo de temperatura baixa registrada recentemente na cidade do Rio foi de 11,2°C durante o inverno de 2010. A temperatura média anual é 20ºC e o índice pluviométrico fica entre 1.000 a 1.500 milímetros anuais.
Nos pontos mais elevados da região serrana, limite entre a Baixada Fluminense e a Serra Fluminense, observa-se o clima Subtropical Cfb, mas com verões amenos e chuvosos e invernos frios e um pouco mais secos. A temperatura média anual é de 16°C . Na maior parte da Serra Fluminense, o clima também é Subtropical Cfb, mas com verões variando entre quentes e amenos e na maioria das vezes, chuvosos, e invernos frios e secos, com índice pluviométrico elevado, se aproximando dos 2.500 mm anuais em alguns pontos. Nas Baixadas Litorâneas, a famosa Região dos Lagos, o clima é tropical marítimo, com média anual de cerca de 30 °C com verões muito quentes, de mais de 41 °C, mas amenizados devido ao vento do mar e invernos suaves, o verão da região dos lagos é quente. Devido ao vento frio trazido pela Corrente das Malvinas vindo do mar, a região dos lagos é uma das mais secas do Sudeste, com precipitação anual de apenas cerca de 750mm em cidades como Arraial do Cabo, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Armação dos Búzios, e não passando de cerca de 1.100 mm nas cidades mais chuvosas da região, Maricá e Saquarema.
Ocasionalmente, podem ocorrer precipitações de neve nas partes altas do Parque Nacional do Itatiaia, onde está situado o Pico das Agulhas Negras. Em 1985, foi registrada uma grande nevada nas proximidades deste pico, com acumulações de 1 metro em certos pontos.
Até hoje, o recorde oficial de maior temperatura foi em Bangu, zona oeste da capital, em janeiro de 1984, quando foi aferida a temperatura de 43,1 °C, embora o verão da capital também chegue bem perto dessa temperatura. O mínimo registrado no estado foi de -11,2 °C, no Pico das Agulhas Negras. O local tem ocasionalmente precipitação de neve na parte alta do Pico.

Vegetação

Floresta da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro.

Devido à ocupação agropastoril, o desmatamento modificou sensivelmente a vegetação original do estado. Atualmente, as florestas ocupam um décimo do território fluminense, concentrando-se principalmente nas partes mais altas das serras. Há grandes extensões de campos produzidos pela destruição, próprios para a pecuária, e, no litoral e no fundo das baías, registra-se a presença de manguezais (conjunto de árvores chamadas mangues, que crescem em terrenos lamacentos).

Hidrografia


Rio Paraíba do Sul, no distrito de Três Irmãos, na cidade de Cambuci.

O rio Paraíba do Sul é o principal rio do estado. Nasce em Taubaté e desemboca no Oceano Atlântico — como a maior parte dos rios fluminenses —, na altura de São João da Barra. Seus principais afluentes, no estado, são o Paraibuna, Pomba e o Muriaé que possui um importante afluente, o Carangola, subafluente do rio Paraíba do Sul, pela margem esquerda, o Piabinha e o Piraí pela margem direita. Além do Paraíba do Sul, destacam-se. de norte para sul, os rios Itabapoana, que marca fronteira com o Espírito Santo, o Macabu, que deságua na lagoa Feia, o Macaé, o São João, o rio Macacu, o Majé e o Guandu.
O litoral fluminense é pontilhado por numerosas lagoas, antigas baías fechadas por cordões de areia. As mais importantes são as lagoas Feia, a maior do estado, Saquarema, Maricá, Marapendi, Jacarepaguá e Rodrigo de Freitas, as três últimas no município do Rio de Janeiro.
O Estado ainda conta com a maior laguna hipersalina do mundo, a Laguna Araruama, que é chamada de lagoa pelos leigos por um erro, pois além de ser salobra tem ligação com o mar através do Canal do Itajuru.

Litoral

Praia Vermelha e Copacabana vistas do Pão de Açúcar.
O litoral do Rio de Janeiro é extremamente recortado. Os principais acidentes são a baía da Ilha Grande, a Ilha Grande, a restinga da Marambaia, a baía de Sepetiba e a baía de Guanabara, onde se destaca na paisagem a Enseada de Botafogo. Há um total de 365 ilhas espalhadas pela costa somente na cidade de Angra dos Reis e 65 na baía de Paraty.

Solos e relevo

Pico das Agulhas Negras, o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro.

De um modo geral, os solos fluminenses são relativamente pobres. Os solos mais propícios à utilização agrícola encontram-se em Campos dos Goytacazes, Cantagalo, Cordeiro e em alguns municípios do vale do rio Paraíba do Sul.
Existem no estado duas unidades de relevo: a Baixada Fluminense, que corresponde às terras situadas em geral abaixo de 200m de altitude, e o Planalto ou Serra Fluminense, acima de 300 metros.
Serra dos Órgãos em Teresópolis/Guapimirim.

A Baixada Fluminense acompanha todo o litoral e ocupa cerca de metade da superfície do estado. Apresenta largura variável, bastante estreita entre as baías da Ilha Grande e de Sepetiba, alargando-se progressivamente no sentido leste, até o rio Macacu. Nesse trecho, na capital, erguem-se os maciços da Tijuca e da Pedra Branca, que atingem altitudes um pouco superiores a 1.000 metros. Da baía da Guanabara até Cabo Frio, a baixada volta a estreitar-se numa sucessão de pequenas elevações, de 200 a 500 metros de altura, os chamados maciços litorâneos fluminenses. A partir de Cabo Frio, alarga-se novamente, alcançando suas extensões máximas no delta do rio Paraíba do Sul.
O Planalto ou Serra Fluminense ocupa o interior do estado, por isso está localizado entre a Baixada Fluminense, ao sul e o vale do rio Paraíba do Sul. A elevação da Serra do Mar, ao norte da baixada, forma o seu rebordo. A Serra do Mar recebe diversas denominações locais: serra dos Órgãos, com o Pico Maior de Friburgo (2.316 metros), a Pedra do Sino (2.263 metros) e Pedra-Açu (2.232 metros), das Araras, da Estrela e do Rio Preto. A serra da Mantiqueira cobre o noroeste do estado, ao norte do vale do rio Paraíba do Sul, onde é paralela à Serra do Mar. O ponto mais alto do Rio de Janeiro, pico das Agulhas Negras (2.791 metros) localiza-se no maciço de Itatiaia, que se ergue da serra da Mantiqueira. Para o interior, o planalto vai diminuindo de altitude, até chegar ao vale do rio Paraíba do Sul, onde a média cai para 250 metros. A nordeste, observa-se uma série de morros e colinas de baixas altitudes.


 The state of Rio is part of the Brazilian Atlantic Forest biome, in its relief mountains and lowlands located between Mantiqueira Mountains and Atlantic Ocean, highlighting the diverse landscapes, with high cliffs by the sea, reefs, bays, lagoons and tropical forests. Border of the states of Espirito Santo, Sao Paulo and Minas Gerais, Rio de Janeiro is one of the smallest states in the country and the lowest in the Southeast. The city's northernmost state is Sai-scans and is the southernmost city of Paraty. It has a coastline of 635 km long, bordering the Atlantic Ocean, being surpassed in size only by the shores of Bahia and Maranhão. 
  
Climate Hot summer in Rio. Predominate in the state of Rio de Janeiro CFA Subtropical climates to the south and in the metropolitan region, with hot summers and mild winters. Subtropical Cfb in the mountains, with mild summers and cold winters with Aw and tropical dry season in the north coast. In the Metropolitan Region of Rio de Janeiro, dominates the subtropical, with abundant rains in summer, which is very hot and winters with a decrease in rainfall and cooler temperatures. An example of low temperature recorded recently in Rio was 11.2 ° C during the winter of 2010. The average annual temperature is 20 º C  and the rainfall is between 1,000 and 1,500 mm annually. The highest points in the mountainous region, the boundary between the Lowlands and Serra Fluminense, there is  Subtropical climate, but with mild and rainy summers and cold winters and slightly drier. The average annual temperature is 16 ° C. In most of Serra Fluminense, subtropical climate is also, but with summers ranging from warm and mild and mostly, rainy and cold and dry winters, with rainfall high, approaching the 2,500 mm annually in some places. Coastal lowland, the famous Lakes Region, the climate is tropical maritime, with annual average of about 30 ° C with very hot summers, more than 41 ° C, but softened due to wind from the sea and mild winters, the summer the lakes region is hot. Due to the cold wind brought by the Malvinas Current from the sea, the lakes region is one of the driest in the Southeast, with annual rainfall of only about 750mm in cities like Arraial do Cabo, Cabo Frio, Cabo Frio and the frame Buzios, not from around 1,100 mm in the wettest cities in the region, and Marica Saquarema. Occasionally there may be snowfalls in the high parts of the National Park, which is situated the Pico das Agulhas Negras. In 1985, there was a big snowfall in the vicinity of this peak, with accumulations of 1 meter at some points Until today, the official record of highest temperature was in Bangor, west of the capital, in January 1984, when the temperature was measured 43.1 ° C, although the summer capital also comes very close to this temperature. The minimum registered in the state was -11.2 ° C, the Pico das Agulhas Negras. The site has occasionally snowfall in the upper part of Pico.

 
Vegetation Tijuca Forest, the city of Rio de Janeiro. Due to the occupation agropastoral, deforestation significantly altered the original vegetation of the state. Today, forests cover one tenth of the territory of the state, focusing primarily on the highest of the mountains. There are great expanses of fields produced by the destruction, fit for livestock, and in the coastal and deep bays, register the presence of mangroves (set of trees called mangroves that grow in muddy).
 
Hydrography
Paraiba do Sul River, the District of Three Brothers in the city of Cambuci.
The Paraiba do Sul River is the main river in the state. Born in Taubaté and empties into the Atlantic Ocean - as most rivers Fluminense - at the height of Sao Joao da Barra. Its main tributaries in the state, are Paraibuna, Dove and Muriaé that has a major tributary, the Carangola, subtributary the Paraiba do Sul River, the left bank, and the piabinha Piraí the right margin. Besides the Paraiba do Sul, stand out. from north to south, the rivers Itabapoana, which marks the border with the Holy Spirit, Macabu, which empties into the pond Ugly, the Macae, St. John, the river Macacu, Maje and the Aqueduct. The coastline is dotted with numerous lakes, bays enclosed by ancient ridges of sand. The most important are the lagoons Ugly, the state's largest, Saquarema, Marica, Marapendi, Jacarepagua and Rodrigo de Freitas, the last three in the city of Rio de Janeiro. The state still has the largest hypersaline lagoon in the world, Laguna Araruama, which is called the pond by the laity for an error, because besides being salty is connected to the sea across the Channel Itajuru.

 
Coast Red Beach and Copacabana views of Sugar Loaf. The coast of Rio de Janeiro is extremely jagged. Major accidents are the Bay of Ilha Grande, Ilha Grande, the sandbank Marambaia, the Bay of Sepetiba and Guanabara Bay, where it stands in the landscape to Botafogo Bay. There are a total of 365 islands scattered along the coast only in the city of Angra dos Reis and 65 in the Bay of Paraty.
Soils and topography Pico das Agulhas Negras, the highest point of the state of Rio de Janeiro. In general, the soils are relatively poor Rio de Janeiro. The soils are more conducive to agricultural use can be found in Campos, Canterbury, Lamb, and in some municipalities of the valley of the Paraíba do Sul There are two units in the state of relief: the Baixada Fluminense, which corresponds to the land located generally below 200m in altitude, and the highlands or Sierra Fluminense, above 300 meters. Organ Mountains Teresópolis / Guapimirim. The Baixada Fluminense follows the entire coastline and occupies about half the surface area of ​​the state. It features variable width, rather narrow between the bays of Ilha Grande and Sepetiba, widening gradually towards the east to the river Macacu. In this passage, in the capital, the massive rise from the Tijuca and Pedra Branca, which reach altitudes a little higher than 1,000 meters. Guanabara Bay to Cabo Frio, lowered back to narrow a succession of small hills, from 200 to 500 meters high, called the massive coastal Rio de Janeiro. From Cabo Frio, widens again, reaching their maximum extents in the delta of the river Paraíba do Sul The Plateau or Serra Fluminense occupies the interior of the state, so it is located between the Baixada Fluminense, in the south and the valley of Paraiba do Sul River Rising Serra do Mar, north of the marshland, so your edge. The Serra do Mar receives various local names: saw the bodies, with Pico Mayor de Fribourg (2,316 meters), Pedra do Sino (2,263 meters) and Stone-Acu (2,232 meters), the Macaws, and Estrela do Rio Preto . Saw Mantiqueira covers the Northwest, north of the River Paraiba do Sul, which is parallel to the Serra do Mar. The highest point of Rio de Janeiro, Agulhas Negras Peak (2791 meters) is located in the massive Itatiaia, which rises from the Mantiqueira range. For the interior, the plateau is decreasing altitude until it reaches the valley of the Paraíba do Sul, where the average falls to 250 meters. To the northeast, there is a series of hills and mountains at low altitudes.



 CULTURA
A pujança cultural do estado está espelhada principalmente na capital, a cidade do Rio de Janeiro. O município de Niterói, nos últimos anos começou uma grande revolução nesse setor quando houve a inauguração do Museu de Arte Contemporânea da Cidade (Obra de Oscar Niemeyer) e em breve a inauguração do Caminho Niemeyer, projeto do mesmo arquiteto do MAC, que contará com teatro, cinemas, museu, igrejas e um centro de memória.
Em 2006, 65% da produção do cinema nacional foi realizada por produtoras sediadas na capital fluminense, que possui, também, cerca de 180 salas de cinema, maior proporção do país entre as capitais, e a maior proporção também de museus, (80 no total e 43 teatros).
Entre os principais museus do estado estão o Museu Imperial de Petrópolis, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), o Museu Histórico Nacional, o Museu Histórico da República, o Museu da Chácara do Céu, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Museu da Quinta da Boa Vista, o Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), Museu da Aviação Naval - Único do gênero no Brasil e o do Forte de Copacabana - Museu Histórico do Exército.
Também está em construção na capital fluminense, na Barra da Tijuca, a Cidade da Música Roberto Marinho, um complexo que abrigará a maior sala de concertos da América Latina.

The cultural vitality of the state is spread mainly in the capital city of Rio de Janeiro. The city of Niteroi, in recent years began a great revolution in this sector when there was the inauguration of the Museum of Contemporary Art City (Work of Oscar Niemeyer) and soon the opening of the Niemeyer Way, designed by the same architect of the MAC, which will have theater, cinemas, museum, churches and a core memory.
In 2006, 65% of the national film production was done based in the state capital,  which has also about 180 theaters, the largest proportion of the country between the capital and also a higher proportion of museums, (80 in total and 43 theaters).
Among the major state museums include the Imperial Museum in Petrópolis, National Museum of Fine Arts (NMFA), the National History Museum, the Historical Museum of the Republic, the Museum of the estate of Heaven, the Museum of Modern Art (MAM), the Museum of Quinta da Boa Vista, the Museum of Life Oswaldo Cruz Foundation, the Museum of Contemporary Art (MAC), Naval Aviation Museum - One of its kind in Brazil and Copacabana Fort - Historical Museum of the Army.
Also under construction in the state capital, in Barra da Tijuca, the Music City Roberto Marinho, a complex that will house the largest concert hall in Latin America.

Fonte: http://pt.wikipedia.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários:

Lembramos que não somos responsáveis por nenhum evento/produto que por ventura esteja sendo mencionado. O que está escrito na caixa de comentários é gerado pelos próprios usuários e expressam suas próprias opiniões. Reservamos-nos ao direito de apagar qualquer comentário, sem aviso prévio, caso julguemos necessário para o bom funcionamento desse blog.

APOIO